Publicado em: 03/12/2018

Categoria:

O município de Nanuque apresenta um potencial impar para o desenvolvimento da piscicultura, com barragens localizadas nas propriedades rurais e um grande lago formado pela barragem da CESC (Companhia Hidrelétrica Santa Clara), baseado nisso e buscando a sustentabilidade ambiental, o projeto “Nanuque – Polo de Piscicultura” foi elaborado em 2006 no governo do então prefeito Dr. Armando Gomes. Na ocasião o pleito foi encaminhado ao Ministério da Integração Nacional, sendo aprovado e os recursos liberados para o IDENE (Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais), que foi eleito o órgão estadual para gerenciamento do projeto.

O objetivo do referido projeto era apoiar os pescadores e pequenos produtores rurais (agricultores familiares) na criação de Tilápia em tanque-rede. Com a aprovação do pleito o município foi contemplado com: 200 taques-redes, 02 barcos de alumínio com motor de popa, 01 caminhão ¾, 01 carro, dentre outros itens. Apesar do prefeito Dr. Armando Gomes ter sido apeado do poder de forma intempestiva, o pleito continuou tramitando e o material chegou no município em 2012, ficando sob a guarda da Colônia de Pescadores Z9.

No projeto original, a instalação destes 200 tanques redes daria sustentação para a iniciativa privada construir um frigorifico para processamento do pescado. Nada disso aconteceu.

O prefeito Roberto de Jesus, conhecedor do projeto, pois participava do referido governo, assim que tomou posse começou as tratativas para a retomada deste projeto, que no seu entendimento teria um grande impacto social e econômico. Apesar deste material se encontrar no município, o mesmo não disponha de recursos para dar início a retomada. Para viabilizar a utilização desta infraestrutura existente, o prefeito procurou seus contatos políticos em Belo Horizonte, na pessoa do Deputado Gustavo Santana, e juntos foram ao IDENE que autorizou a elaboração de uma proposta para liberação de recursos de até R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais). Esta tarefa foi passada pelo prefeito à Secretaria Municipal de Agricultura, que elaborou um projeto visando a produção de 5 ton/mês de pescado, por um ciclo completo, ou seja, 08 meses de cultivo. Este projeto tem como beneficiários a Colônia de Pescadores Z9. Este projeto foi apresentado aos pecadores, e um grupo de vinte se interessaram pelo mesmo. Estas pessoas foram capacitadas e estão aptas para começar a trabalhar.


Etapas do projeto

  1. Reunião na Colônia de Pescadores Z9 para apresentação do projeto e verificação dos interessados – Realizado;
  2. Elaboração de proposta para obtenção de recursos junto ao IDENE – Realizado;
  3. Capacitação dos interessados – Realizado;
  4. Obtenção dos recursos pleiteados – Realizado;
  5. Licitação dos itens do projeto – parcialmente realizado;
  6. Início do cultivo – agendado para 17/12/2018.
  7. Divulgação através de dias de campo e visitas técnicas ao projeto, para os produtores rurais que se interessarem pela atividade – agendado para 1º quinzena de janeiro/2019;
  8. Organização dos produtores interessados em uma cooperativa de pescado – 2º quinzena de janeiro/2019;
  9. Inauguração de unidade de processamento de pescado que foi doada aos pescadores pela CESC, utilizando a produção do município – agendado para maio/2019;
  10. Estruturação da unidade de processamento de pescado para receber pescado dos municípios vizinhos – 2º semestre de 2019.