Publicado em: 10/03/2017

mulher_MINI

“No Dia internacional da Mulher, aconteceu uma grande caminhada; para marcar a passagem do dia dedicado à luta pelo fortalecimento dos direitos das mulheres; o evento, marcado por protestos contra a violência sofrida pelas mulheres, foi coordenado pela Secretária de Assistência Social Cláudia Mária e contou com a participação da Delegada de Polícia Civil, Dra. Mariana Ceolin; no seu discurso, o Prefeito Roberto de Jesus prestou homenagem póstuma a algumas mulheres que foram símbolos de resistência na luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres.”

No Dia internacional da Mulher, a Secretaria de Assistência Social em parceria com os Programas Assistenciais da Rede de Proteção do Município, realizaram uma grande caminhada pelas Avenidas Santos Dumont e Geraldo Romano, principais vias de acesso da cidade, para marcar a passagem do dia dedicado à luta pelo fortalecimento dos direitos das mulheres.

O evento, marcado por protestos contra a violência sofrida pelas mulheres, foi coordenado pela Secretária de Assistência Social Cláudia Mária e comandado pela Assistente Social Daphane Coutinho, que ao microfone convocava as melhores a reagirem contra atos de violência, principalmente no âmbito doméstico.

A violência contra as mulheres atinge índices preocupantes em todas as classes sociais. Embora muitos avanços tenham sido alcançados com a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), ainda assim, hoje, contabilizam-se 4,8 assassinatos a cada 100 mil mulheres, número que coloca o Brasil no 5º lugar no ranking de países nesse tipo de crime.

No Coreto Municipal, foram várias as manifestações em defesa das mulheres, como da Delegada de Polícia Civil Dra. Mariana Ceolin, a par de apresentações culturais, faixas, cartazes, tudo num clima de muita harmonia e confraternização.

“O nosso objetivo, além da justa homenagem às mulheres neste dia marcado pela luta em prol dos nossos direitos, é também o de chamar a atenção da sociedade para a questão da violência contra as mulheres que atinge índices alarmantes. A mulher contemporânea, forte, independente e empoderada, não pode se sujeitar mais a esse tipo de situação.” Asseverou Cláudia Mária, Secretária de Assistência Social.

No seu discurso em favor das mulheres, o Prefeito Roberto de Jesus prestou homenagem póstuma a algumas mulheres que na década de 80 foram símbolos de resistência na luta pela igualdade de direitos entre homens e mulheres como Nazira Lopes, que foi uma das fundadoras da primeira Associação de Mulheres de Nanuque e Dona Maria Luiza do Amaral.