Publicado em: 05/05/2017

Categoria:

Ao que parece, os desdobramentos da Audiência Pública envolvendo a Prefeitura de Nanuque e a Copasa – Companhia de Saneamento de Minas Gerais, ocorrido no dia 11/04, já começam a surtir os seus primeiros efeitos práticos.

Na última semana, o Prefeito Roberto de Jesus recebeu comunicado da concessionária informando que no dia 15/04 tiveram início os trabalhos de revisão cadastral dos imóveis do Município de Nanuque, com o objetivo de apurar a real situação desses imóveis quanto ao lançamento de esgoto na rede coletora e se a cobrança efetuada condiz com a realidade dos serviços prestados pela Companhia, haja vista que essa foi uma das questões que gerou inúmeras reclamações no decorrer da audiência pública, acerca de serviços que são cobrados, mas que não são efetivamente realizados.

Ainda segundo o comunicado da Copasa, num primeiro momento será realizado um trabalho de vistoria in loco de 13.500 ligações de forma ininterrupta até a sua conclusão para, a posteriori, esclarecer a população quanto aos resultados obtidos e correção de possíveis distorções na prestação dos serviços.

“É esse feedback que a comunidade precisa. A Copasa, ou qualquer outra concessionária de serviços públicos que atue na cidade, não pode fazer ouvidos de mercados aos reclames da população. E é com essa perspectiva, de respeito mútuo, que nós poderemos vir a discutir a possibilidade de se firmar um novo contrato com a Copasa, pactuado sob novas bases, principalmente naquilo que se relacione aos direitos do consumidor.” Afirmou o Prefeito Roberto de Jesus.